.
HOME ÍNDICE
br
en
fr
es
sk
www.conhecimento-espiritual.net.br
LINKS CONTATO
Add Bookmark
RSS



















CONHECIMENTO: ESTÓRIAS 

Amor Insuficiente


Amor Insuficiente

Lidamos freqüentemente com muitas coisas sem importância em nossas vidas. Somente quando passamos por alguma experiência verdadeiramente profunda nós reconhecemos os verdadeiros valores e o que é realmente importante. E então percebemos que muitos dos nossos problemas e preocupações, que taxamos como muito importantes, são triviais.

Eu já experimentei esse tipo de coisa. Eu comprei um violão novo e fui cheio de alegria até o castelo onde eu trabalhava. O porteiro me disse: “Uma menina está subindo o corrimão da ponte, isto é uma coisa muito perigosa!” Eu perguntei: “Onde?” E ele me mostrou através do sistema de monitoramento com câmeras, a frente do portão. “Veja, ela está aqui.” Eu vi a menina subir no corrimão. Ela estava girando de modo anormal para baixo, então eu vi o seu rosto. Eu comecei a correr imediatamente. Sua face era uma face de um ser humano que perdeu tudo. Eu vi a face de uma suicida.

Em poucos segundos me vi na frente do portão, mas já era tarde demais. Ela saltou para baixo. Eu só podia ver seu corpo inerte estirado no gelo 10 metros abaixo. O porteiro saiu e começou a lamentar, mas neste momento eu já estava a trepar no muro do castelo. Algumas pessoas gritavam para mim, que era perigoso, mas eu continuei descendo o muro de pedra. Inclinei-me sobre o corpo da menina - ela estava respirando.

Eu gentilmente a toquei e perguntei: “Você está viva?” A resposta foi confirmada por suas palavras tranqüilas contendo medo. “Por que eu não morri ainda?”

A tristeza me penetrou tão profundamente, que causou grande piedade e amor. Eu nunca fui mais amável e encantador com alguém antes. Peguei meu casaco e coloquei-o entre sua cabeça quebrada e o concreto congelado. Eu impensadamente examinei o corpo dela à procura de ferimentos. Felizmente, ela apenas tinha as mãos ensangüentadas, mas ela não estava sangrando, então não dei nenhuma atenção a isso. Somente mais tarde percebi que as feridas em suas mãos eram marcas da sua tentativa passada de cortar os pulsos, provavelmente com um vidro quebrado, mas de alguma maneira não deu certo. Talvez seja por isso que ela tentou terminar seu sofrimento saltando daquela altura.

Percebi a coragem da garota de 14 anos e minha compaixão e amor por ela se tornou ainda mais forte. Eu nunca amei alguém tanto antes, ninguém precisou deste tanto ainda.

A ambulância chegou em aproximadamente meia hora. Então a rotina do trabalho e algumas perguntas sem sentido seguiram-se. A cena acabou.

Meu prazer com o novo violão estava acabado também. Se ela precisasse de tala, eu teria quebrado o braço do meu violão. Até a música perdeu seu valor.

Eu estava para baixo, incapaz de fazer qualquer coisa. Eu não poderia voltar à vida normal – eu perdi o sentido.

Enquanto esperava pelo ônibus, ouvi duas meninas conversando no ponto de ônibus. Elas falavam seriamente sobre seu problema, procurar um lugar para se divertir à noite. Depois de um tempo eu decidi caminhar, porque eu não podia mais suportar conversa delas. Seu problema parecia ser trivial e sem sentido. Levei três dias até que fosse capaz de retornar à vida normal. Mas eu não era mais a mesma pessoa. Meus valores pessoais existentes desmoronaram e eu criei novos; eu era incapaz de viver como de costume.

Mais tarde eu descobri que a menina foi adotada por uma família cristã, mas sua vida provavelmente não foi nenhum mar de rosas. Eu sentia que ela não tinha amor o bastante, o que resultou em sua tentativa de cometer um suicídio. Ficou claro que as palavras doces não poderiam substituir a falta de amor, assim como se preocupam com as condições ambientais.

E, afinal, como ela acabou? Ela se casou com meu amigo, eles têm um filho e vivem felizes no amor. Eu descobri somente por acaso, quando ele me disse que sua esposa uma vez tentou o suicídio. Eu não disse nada a ele, como as palavras não podem expressar a minha alegria e felicidade pela vida, que voltou para ela. É verdade: a vida sem amor é vazia e sem valor...


Facebook
Twitter
LinkedIn
MySpace


Acima Índice Home
desde 1/1/2007 3816487 visitantes