.
HOME ÍNDICE
br
en
fr
es
sk
www.conhecimento-espiritual.net.br
LINKS CONTATO
Add Bookmark
RSS



















ARTIGOS: HUMANO 

Nostradamus


Nostradamus

Nostradamus e suas profecias ainda hoje chamam a atenção do público em geral e, embora a história tenha comprovado como verdadeiras a maioria de suas profecias, nem todas as profecias são evidentes. Muitos leitores consideram que as interpretações das profecias de Nostradamus, que aparecem em uma grande variedade de livros de autores que tentaram interpretá-las, foram realmente escritas por Nostradamus. Mas isso não é verdade.

Nostradamus escreveu profecias em pequenas quadras, em grupos de cem, ou em sextilhas. Ao todo, escreveu mais de mil versos. Ainda que, de todas essas profecias, somente algumas poucas se realizaram, as profecias de Nostradamus podem ser uma prova, também para os mais céticos, de que o tempo e a matéria, na forma como os concebemos, ou seja, geralmente por nossos sentidos físicos, não são as únicas realidades do nosso ser.

Ao estudar suas profecias, até mesmo o materialista mais radical poderia convencer-se de que Nostradamus realmente previu o futuro e assim teria que reconhecer também que a teoria sobre a existência do mundo material, sem o reconhecimento de sua base espiritual, é rasa e insuficiente.

A razão pela qual as profecias de Nostradamus não são fáceis de serem interpretadas reside no fato de que Nostradamus codificou as mensagens e usou várias comparações e detalhes imutáveis de eventos que confirmaram suas profecias quando elas se realizavam. Talvez ele quisesse proteger as pessoas de confiarem primeiramente somente em suas profecias. De qualquer forma, essa codificação o protegeu da inquisição que, felizmente, não conseguiu entender suas quadras rimadas. Provavelmente, essa foi outra razão pela qual Nostradamus usou uma linguagem secreta para resguardar as profecias.

Nostradamus não foi apenas um profeta famoso, mas também um médico ilustre, que percebia uma coerência mais profunda nas doenças ao mostrar a influência que o espírito exercia sobre a saúde. Muito de seu aprendizado deveu a seu avô que o havia iniciado nos segredos da matemática e da astrologia, mas que também ensinou a ele o poder das ervas, cuja força Nostradamus utilizou, mais tarde, para a cura.

Quando a praga irrompeu no país, Nostradamus, como médico, salvou vidas de milhares de pessoas. Inventou procedimentos anti-sépticos simples, associando-os a tratamentos com ervas. Nostradamus curou a epidemia principalmente através da assepsia, de instruções de hábitos de higiene, arejamento, além de veementemente rejeitar a prática de sangrias ou da aplicação de sanguessugas.

Diferentemente de outros médicos, Nostradamus não fugiu da epidemia, mas viajou por todo o país ajudando as pessoas. Porém, não conseguiu salvar sua esposa e filhos da morte. Essa trágica experiência o modificou e o amadureceu espiritualmente.

Sua primeira profecia conhecida foi feita no ano de 1538 (Nostradamus nasceu em 1503) quando ao encontrar um monge com um rebanho de porcos, dirigiu-se a ele como “Sua Santidade”. O Monge Pereti Felice, naquele tempo um jovem camponês que havia recentemente ingressado na ordem, saudado por Nostradamus, tornou-se o papa Sixtus V, meio século mais tarde.

A primeira coleção de profecias publicada por Nostradamus no ano de 1555 foi de grande interesse público, apesar de ter sido freqüentemente considerada absurda e de o próprio Nostradamus ter sido apontado como um especulador ou um tolo. Seu livro tornou-se famoso com a profecia na qual Nostradamus previu a morte do rei Henrique II, que se tornou realidade: “O jovem leão vencerá o mais velho, em um campo de combate, em uma única luta: Ele perfurará seus olhos em sua gaiola dourada; dois ferimentos em um, então falecerá em uma morte cruel.” Depois da morte, esta quadra foi considerada muito apropriada e evidente. Henry II, que tinha o símbolo do leão em seu brasão de armas, participou de um combate com o comandante das tropas, em um torneio de três dias organizado por ocasião do casamento de sua filha com Philip II da Espanha. O símbolo heráldico do país de origem de Montgomery, o comandante das tropas, era um leão em imponente posição vertical. A lança de Montgomery quebrou-se durante a luta, e um estilhaço da lança feriu a garganta do rei, mas a maior parte da lança penetrou em sua armadura dourada e atingiu o olho do rei, provavelmente comprometendo o cérebro. O longo sofrimento do rei culminou em sua morte, 10 dias depois.

Nostradamus previu o reinado de Napoleão, Hitler, e Stalin, o assassinato do presidente Kennedy e também a trágica morte da princesa Diana. Também previu as duas Guerras Mundiais, a bomba atômica sobre Hiroshima e Nagasaki, o naufrágio do Titanic e outras catástrofes. Há mais de 400 anos atrás, Nostradamus já falava em pessoas viajando no ar e sob a água, e muitos outros fatos. Em suas previsões, quase nunca mencionava datas, nomes ou lugares concretos. Apesar disso, quase todas suas previsões são completas e imutáveis.

Nostradamus também previu a data de sua morte e até mesmo a violação de seu túmulo, que aconteceu 225 anos após sua morte. Aqueles que abriram seu túmulo encontraram, escrita em uma placa, a data quando romperam seu sepulcro. Mesmo a profecia, que dizia que qualquer um que profanasse seu túmulo morreria, realizou-se. O ladrão que acreditou poder obter poderes sobrenaturais bebendo vinho no crânio do profeta, como dizia a superstição, foi morto por uma bala perdida de uma briga que aconteceu naquela cidade.

As profecias escritas por Nostradamus foram de grande interesse público até serem proibidas pelo papa, porque continham partes que diziam sobre a decadência do Vaticano.

As profecias de Nostradamus para o futuro são de grande interesse, até mesmo para pesquisadores. Veja o resumo de duas quadras e de suas explicações do livro O Código de Nostradamus: A Terceira Guerra Mundial 2007 – 2012, por Michael Rathford. Você se surpreenderia, apesar de serem provavelmente diferentes do que você esperaria.


2.4. Morte dos três papas / Igreja Católica & o Anticristo

(Centúria IV, Quadra 86)

O papa atual será assassinado e o próximo papa não durará muito tempo. O último papa será uma ferramenta do Anticristo. A igreja Romana já é uma ferramenta do Anticristo, indiretamente apoiando seus objetivos, apesar de poder não estar ciente disso.

(Centúria II, Quadra 57)

Os três últimos papas da Igreja Católica cairão em curta sucessão.O terceiro do último morrerá de um tiro assassino. O segundo do último será “engolido” pelas tramas do Anticristo. O último, aquele nascido com uma pequena deformação, destruirá a igreja em uma larga distância. O Anticristo o usará até o momento que ele atinja sua própria posição, e neste ponto os papas serão eliminados. Sua traição se precipitará, e sua morte sinalizará o fim da Igreja Católica.


E agora você pode ler os versos originais escritos por Nostradamus, aos quais Michael Rathford refere-se em seu livro:


Original (Centurie 4, Quatrain 86):

L’an que Saturne en eau sera conioinct,

Avecques Sol, le Roy fort puissant,

A Reims & Aix sera receu & oingt,

Apres conquestes meurtrira innocens.


Tradução:

O ano em que Saturno associar-se com Aquário

Com o Sol, o Rei muito poderoso

Será recebido e ungido em Reims e Aix,

Depois conquistar ele assassinará o inocente.


Originál (2, 57. štvorveršie):

Auant conflict le grand tumbera,

Le grand mort, mort, trop subite & plainte,

Nay miparfaict la plus part nagera,

Aupres du fleuue de sang la terre teinte.


Tradução:

Antes do conflito o grande muro cairá,

A grande morte, morte muito repentina e lamentada,

Nascido imperfeito: a maior parte nadará:

Próximo ao rio, a terra tingida com sangue.


Como vocês mesmos podem ver, a explicação dos versos, por parte do autor, é bem controversa. Naturalmente, dúvidas e discrepâncias preocupam, em sua maior parte, as previsões ainda não realizadas, pois aquelas que já aconteceram estão confirmadas nas profecias escritas por Nostradamus.

Freqüentemente, vários autores oferecem explicações de versos idênticos de Nostradamus, que se referem ao futuro, de forma totalmente diversa. E se você investigar profundamente as previsões de Nostradamus de acordo com as versões desses autores, você poderá chegar a uma conclusão incrível. Muitos autores dão informações totalmente falsas e distorcidas, nada tendo em comum com Nostradamus e suas profecias. Veja, por exemplo, essa explicação sobre a profecia das Torres Gêmeas de Nova York: “O tempo do novo milênio chegará. As casas que chegam às nuvens serão atacadas por pássaros de fogo. Haverá muitos mortos e desaparecidos. O mundo se modificará. A mentira se tornará verdade. Não haverá nada igual antes da tragédia.” Embora essa interpretação para esses versos pareça bem verdadeira, há um erro – você não encontrará essa profecia nos versos de Nostradamus. Por exemplo, no dia do ataque às Torres Gêmeas, a versão abaixo foi divulgada pelo serviço de notícias da Reuters, para o mundo inteiro (observe que como uma tradução dos versos originais do Francês arcaico, e não como uma interpretação!):


No ano do novo século e nove meses,

Do céu virá um grande Rei do Terror...

O céu queimará a quarenta e cinco graus.

Fogo aproxima-se da grande cidade nova...


Na cidade de york haverá um grande colapso,

2 irmãos gêmeos despedaçados pelo caos

Enquanto a Fortaleza cai o grande líder sucumbirá

A grande Terceira Guerra começará quando a cidade estiver queimando.


Esses versos, mesmo tendo sido aceitos por quase todos que os escutaram no dia em que as Torres desapareceram, são falsos. As profecias de Nostradamus não contêm essas quadras. Não é a primeira vez que as profecias de Nostradamus são usurpadas com a finalidade de manipular a opinião pública...

A maioria dos autores não inclui os versos originais nos quais se baseiam porque levantariam dúvidas em suas interpretações. Todos os livros dos autores que interpretam as profecias de Nostradamus apresentam, apesar de suas interpretações variadas e com significados freqüentemente contraditórios, algo em comum: seus livros rendem muito dinheiro. Mas apesar disso, esses livros atraem a atenção dos leitores sobre as sensações do futuro; e dessa forma desviam o homem de sua vida presente, abrindo assim o caminho à escuridão. O conhecimento do futuro e de suas várias atrações não contribui em nada para o crescimento espiritual do homem ainda que fossem verdadeiros, e são uma perda do tempo precioso do qual o homem dispõe e o qual deveria utilizar de forma completamente diferente. Somente atuando no presente, em pequenos passos da vida diária, podemos modificar nossas vidas e, conseqüentemente, também este mundo. Somente assim, quando nos tornarmos espiritualmente conscientes em nossa vida diária, seremos capazes de criar nosso futuro, conscientemente.


Facebook
Twitter
LinkedIn
MySpace


Acima Índice Home
desde 1/1/2007 3816507 visitantes